Home

Discography

Store

O CÍRCULO QUE LEVA A LUA


 

Recording year: 2003

Publishe: ACA - Associação de Cante Alentejano “Os Ganhões”

Support: CD
Available

 

Modas

Meu Alentejo Querido

As Nuvens que Andam no Ar

Castro Verde Bem Podia

Há Lobos Sem Ser na Serra

Invejam-me as Tuas Rosas

Lá Vai uma Embarcação

Já Passei ao Mar Alto

O Círculo Que Leva a Lua

Que Bonito Que Seria

Quem Há-de Quem Há-de ?

Silva Que Estás Enleada.

É Tão Grande o Alentejo.

Eu hei-de me ir assentar no círculo que leva a lua. O imaginário transporta a voz para um lugar de presságio. Quando a lua leva um círculo é sinal de nevoeiro intenso. O homem que canta olha para a lua e não vê o astro, trespassa o olhar através dela como se atravessasse uma sucessão de espelhos. A lavoura, a monda, a ceifa, o varejo, o calor e a geada são cantados por vozes insubmissas a vontades impostas pela lei e pela grei. Por vezes desafiando-se uma a uma, outras engrossando em coro. Ao escolher para tema central deste trabalho a moda “O círculo que leva a lua”, os Ganhões de Castro Verde conseguiram trazer para a boca de cena uma das modas mais enigmáticas do Cancioneiro Tradicional Alentejano. A riqueza poética dos textos é aqui rendilhada pelas vozes, numa interpretação genuína onde a indelével marca do cantar à ganhão se assume como “o que faz a diferença”. Estamos aqui na presença de um trabalho equilibrado onde as modas que se cantam com os dois pés bem firmes no chão alternam com outras mais leves de cadência, de forma a diluir onde é necessário a robustez da sequência de modas. O trabalho termina com “É tão grande o alentejo” um autêntico hino, um tema imortalizado pelos Ganhões de Castro Verde aqui cantado com Dulce Pontes e que faz igualmente parte do CD da cantora “O Primeiro Canto”. O magnífico alto de Dulce celebra um pacto com o de Manuel Pontes é uma ocasião única e provavelmente irrepetível. É um extra a coroar a ouro este Círculo que Leva a Lua.

 

José Luís Jones